(Foto: Reprodução)

Ao orarmos por cura, é fundamental compreender que em nós mesmos não temos a capacidade ou o poder para curar alguém. Quem cura é Deus, no nome de Jesus e pelo poder do Espírito Santo.

Os discípulos de Cristo foram grandemente usados por Deus para curas extraordinárias. Veja este exemplo em que Pedro e João ministram cura a um paralítico que pedia esmolas:

“Disse Pedro: ‘Não tenho prata nem ouro, mas o que tenho, isto lhe dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, ande’. Segurando-o pela mão direita, ajudou-o a levantar-se, e imediatamente os pés e os tornozelos do homem ficaram firmes. E de um salto pôs-se de pé e começou a andar. Depois entrou com eles no pátio do templo, andando, saltando e louvando a Deus.” (Atos 3:6-8)

Diante de tal milagre, as pessoas reagiram com grande admiração e Pedro esclareceu:

“Vendo isso, Pedro lhes disse: ‘Israelitas, por que isto os surpreende? Por que vocês estão olhando para nós, como se tivéssemos feito este homem andar por nosso próprio poder ou piedade?’” (Atos 3:12)

E logo complementou:

“Pela fé no nome de Jesus, o Nome curou este homem que vocês veem e conhecem. A fé que vem por meio dele lhe deu esta saúde perfeita, como todos podem ver.” (Atos 3:16)

O segredo dos discípulos de Jesus é que eles compreenderam que não estavam sozinhos! Conforme Mc 16:20, Jesus cooperava (trabalhava junto) com eles, confirmando a mensagem do Evangelho por meio de milagres. Jesus continua o mesmo e continua confirmando Seu Evangelho com manifestações de milagres e curas.

Eu e minha esposa já ministramos para casais há 25 anos. Deus nos deu graça para escrever alguns livros para edificação dos mesmos. Além disto realizamos vários retiros e conferências. Nestes eventos recebemos orientação de Deus para orar pela mulher estéril. E desde este tempo temos contemplado várias esposas com seus filhos amparados em seus braços como fruto da cura, do milagre de Deus. Jesus continua sendo nosso Jeová Rafah, Ele continua a fazer milagres, creia tão somente.

Bispo Geraldo Lúcio é superintendente da 7ª Região Eclesiástica

Dúvidas, sugestões e reclamações, entre em contato pelo e-mail redacao@cpimw.com.br.
O Voz Wesleyana é o órgão oficial da Igreja Metodista Wesleyana.
Sede da redação: Rua Venância, 17, Xerém, Duque de Caxias, RJ.
© Todos os direitos reservados. 2020