Bispo Roberto Amaral | Aprendendo a discernir o tempo


Leonardo da Vinci, um dos grandes ícones do mundo das artes e da ciências, dizia: O tempo dura bastante para aqueles que sabem aproveitá-lo. A verdade é que Deus estabeleceu o tempo como palco de suas ações. Saber observar o tempo, discerni-lo e interagir com ele é a maior evidência da sabedoria exaltada na Bíblia. Eclesiastes diz que para todo propósito há um tempo e um modo (Ec. 8.6). A Bíblia é clara e assertiva ao afirmar que a criação interage para cumprir os desígnios de Deus. Desta forma, somente um coração sábio poderá discernir o tempo e o modo para o cumprimento do propósito relacionado a cada evento que se sucede neste universo criado por Deus. O coração do sábio conhece o tempo e o modo (Ec 8.5). Em Israel, uma tribo se destacou por sua habilidade em discernir os tempos aplicados ao cumprimento dos propósitos de Deus em relação aos fatos que sucediam (I Cr 12.32). Uma das ciências mais antigas do mundo é a astronomia, gerada pela necessidade do homem em observar os tempos, as estações. Esta capacidade lhe permitiu definir os tempos certos para plantar e colher. Para se prevenir contra secas, longos períodos de estiagem, catástrofes naturais e calamidades. Na formação do povo da antiga aliança, Deus incluiu dar-lhes habilidade para discernir os tempos para cumprimento de seus propósitos ao incluir em sua cultura um calendário com festas e cerimônias. Israel era um povo conectado com os atos de Deus no tempo, seu maior erro foi não saber tirar proveito disso. Um dos maiores prejuízos sofrido por Israel foi não discernir o tempo da manifestação do messias. Diante do exposto até aqui, devemos concluir que também temos necessidade premente de desenvolver esta capacidade de discernir os tempos destinados ao cumprimento dos propósitos de Deus. Moisés percebeu o quanto isto era importante para sua vida quando fez a oração do Salmo 90 e incluiu no verso 12 especificamente o seguinte pedido: Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos coração sábio. Somente um coração sábio pode discernir o tempo de Deus. 

Uma das maneiras mais simples de aprender a discernir, a contar o tempo é observando o calendário da revelação de Deus. Existem vários tipos de calendários à nossa disposição. A ciência tem seu calendário. A teologia nos oferece também seu calendário. E o mundo socialmente organizado tem também seu calendário cronológico. A maior parte do mundo hoje conta seus dias e anos por meio do calendário gregoriano que no século XVI substituiu o calendário Juliano observado pelos romanos por quase todo mundo de então desde 46 a. C. Pelo calendário gregoriano, o ano começa em primeiro de janeiro. Desta forma, não importa que calendário vamos usar, o fundamental e começar a contar e a discernir os dias em conexão com o calendário da revelação Divina e crescer nisso até alcançar um coração sábio capaz de discernir os tempos e os propósitos de Deus na história em nossa vida em particular. Foi por observar este calendário que Maria e José deixaram Nazaré e foram para Belém e pelo mesmo motivo foi que os magos do oriente não perderam a oportunidade de testemunhar o nascimento do Salvador do mundo. Sabendo disso, quero lhe desejar um ano de muito crescimento nesta ciência que te capacita a conhecer os tempos e os propósitos de Deus para sua vida. Tenha um feliz, venturoso e proveitoso ano novo.

Dúvidas, sugestões e reclamações, entre em contato pelo e-mail redacao@cpimw.com.br.
O Voz Wesleyana é o órgão oficial da Igreja Metodista Wesleyana.
Sede da redação: Rua Venância, 17, Xerém, Duque de Caxias, RJ.
© Todos os direitos reservados. 2020