Obesidade: fator de risco para COVID-19 
Pessoas com sobrepeso precisam redobrar os cuidados
Kesia Vasti
08 de Maio de 2020

Foto: Conselho Nacional de Nutricionistas/ Direitos Reservados

Um recente estudo americano comprovou que obesidade e idade avançada são o maior fator de risco para contaminados por coronavírus.  

Isso porque pessoas com sobrepeso e obesidade têm o sistema imunológico desregulado devido à inflamação causada pelo excesso de gordura corporal. Além disso, a chance de um indivíduo obeso desenvolver outras doenças (diabetes, hipertensão, doença cardiovascular e respiratória) é muito maior do que em indivíduos saudáveis. 
 

O excesso de peso também pode atrapalhar no momento de realizar exames para diagnosticar a doença, assim como é mais difícil a intubação, se necessário. 

Sendo assim, pessoas com sobrepeso ou obesidade, independente da idade, precisam redobrar os cuidados com a higiene e com a alimentação. 

Para aqueles que estão ganhando peso durante o período de isolamento é preciso retomar as rédeas.  

Manter uma rotina estabelecendo horários para as refeições, para atividade física e para o sono são fundamentais para reduzir o ganho de peso neste período. 

Não faça estoque de comidas congeladas, enlatadas, açucaradas e industrializadas.

Mantenha uma alimentação balanceada, ingerindo o máximo de produtos naturais possíveis: carnes, ovos, vegetais e frutas. 

Dessa forma, você irá fortalecer sua imunidade e evitar o ganho de peso, que é um risco para quem contrai a doença atual. 

 

 

Dúvidas, sugestões e reclamações, entre em contato pelo e-mail redacao@cpimw.com.br.
O Voz Wesleyana é o órgão oficial da Igreja Metodista Wesleyana.
Sede da redação: Rua Venância, 17, Xerém, Duque de Caxias, RJ.
© Todos os direitos reservados. 2020