Beneficiários encontram problemas na hora de se cadastrar no auxílio
Receita Federal auxilia pessoas que não estão com o CPF regularizado
Redação CPIMW
04 de Maio de 2020


Foto: Reprodução


Os brasileiros autônomos que querem receber os R$ 600 do auxílio emergencial, dinheiro anunciado pelo governo no mês passado,  relatam dificuldades para finalizar o cadastro porque estão com problemas com o CPF.

É necessário que CPF esteja regularizado para que o cadastro no programa de auxílio da caixa seja analisado. Um dos motivos do CPF suspenso são pendências na declaração do imposto de renda ou com a Justiça Eleitoral.

Significa que o trabalhador pode não ter feito alguma declaração do IR ou ter se ausentado de votar e tamém pode ter multas pendências com a Justiça Eleitoral.

Segundo a Receita Federal, a situação cadastral “Pendente de regularização” se resolve com o envio da declaração de imposto de renda do ano ausente, ainda que em atraso.

Caso esteja “Suspensa”, a Receita pede que o contribuinte que possui título de eleitor regularize a situação no site. Sem o título de eleitor, o cidadão deve comparecer a uma agência do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal ou dos Correios e pagar taxa de R$ 7,00.

A Receita Federal afirmou que quem estiver com o CPF suspenso por pendências na Justiça Eleitoral terá o documento regularizado automaticamente até 10 de abril, a regularização vale apenas para que o trabalhador possa solicitar o auxílio emergencial. 

Quando o contribuinte tem problemas por dados desatualizados como nome, endereço, telefone ou estado civil, a Receita recomenda que o beneficiário dirija-se, com todos os  documentos de identificação oficial com foto, título de eleitor, certidão de casamento e documento que comprove o CPF do solicitante, a uma agência dos Correios, Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil e pague a taxa de R$ 7,00 para a atualização dos dados.

 

 

(Fonte: G1)

Dúvidas, sugestões e reclamações, entre em contato pelo e-mail redacao@cpimw.com.br.
O Voz Wesleyana é o órgão oficial da Igreja Metodista Wesleyana.
Sede da redação: Rua Venância, 17, Xerém, Duque de Caxias, RJ.
Secretário Geral de Educação Cristã Rev. Agnaldo Valadares - Redator Rev. Renato Neves
© Todos os direitos reservados. 2022